Google investirá R$ 44 bilhões em escritórios para trabalho presencial

Contrariando a onda do home office, o Google anunciou, na última semana, que investirá US$ 9,5 bilhões de dólares, o equivalente a (R$ 44 bilhões de reais) em escritórios e centrais de processamento de dados nos Estados Unidos.

A quantia será aplicada ao longo de 2022 e é superior a do ano passado, de US$ 7 bilhões de dólares (R$ 33 bilhões de reais).

Segundo o Google, o investimento possibilitará a criação de ao menos 12 mil empregos em tempo integral neste ano e em diversos estados norte-americanos, como Nevada, Nebraska e Virgínia, programados para receberem as centrais de dados.

Desde o começo do mês, o Google tem exigido que funcionários retornem ao trabalho presencial em, pelo menos, três dias por semana. A medida vale para escritórios nos Estados Unidos, Reino Unido e Ásia.

O anúncio acontece após dois anos de pandemia. A gigante foi uma das primeiras a manter seus trabalhadores em casa quando o surto de Covid-19 começou.

Na época, cada um recebeu US$ 1 mil (R$ 5 mil) para equipar seus lares com cadeiras, luminárias e outros itens necessários ao home office.

Compartilhe

Mais posts:

Terreno e lote: qual a diferença?

Essa é uma pergunta que os especialistas da Avalion ouvem muito. E, apesar de estarem relacionados, não são a mesma coisa. Uma maneira simples de