Imóveis comerciais e o mercado imobiliário.

Ultimamente, o mercado imobiliário vem passando por várias transformações.

Entre elas, a mais expressiva foi a transformação digital, que ainda era uma barreira para muitos corretores de imóveis.

Com a chegada da Covid-19 e do isolamento social, nosso comportamento e a forma como vemos a nossa relação com o tempo e o espaço de trabalho mudou.

As empresas diminuíram suas equipes e os espaços que ocupavam, e iniciaram o trabalho em modelo remoto.

Com essas mudanças, a quantidade de espaços comerciais disponíveis para venda e locação estão em constante crescimento.

Em um levantamento recente feito na plataforma do Avalion, a média de valores de divulgação dos conjuntos comerciais ficou em R$ 4.800 m2 da área total.

Além de nos mostrar o valor, demonstra o tamanho do nosso mercado.

Leia também: Mercado Imobiliário: Entenda sobre imóveis sustentáveis.

Baseado nestes números, levantamos a possibilidade de transformar esses comerciais em estúdios, porém para isso acontecer, também vamos enfrentar vários desafios, como o custo de reforma, projetos, aprovação de condomínio e alteração na incorporação, tornando a operação complexa, sem grandes atrativos e baixo retorno.

Logo, a pergunta é: estariam os imóveis comerciais – conjuntos ou lajes – fadados ao esquecimento?

Não, pelo fato de que muitas pessoas não conseguem mais realizar os seus trabalhos em casa devido ao espaço compartilhado com a família, filhos, cachorros e o dia a dia da casa.

Esses fatores podem fazer com que essa pessoa procure um melhor espaço para trabalhar.

Com tantos imóveis em divulgação, na hora da captação ou Avaliação, o cuidado em conhecer e estudar o mercado é cada vez maior.

Uma vez tendo este conhecimento, podemos transmitir ao nosso cliente a nossa visão e a forma com que os mercados reagem, a decisões mal tomadas baseadas em levantamentos que muitas vezes, não são tão profundos como deveriam ser.

Prepare-se para o futuro, pois você será parte dele como profissional e como espectador.

Paulo Roberto – CEO do Avalion

Compartilhe

Mais posts: